PG jogos

Renault Kwid E-Tech elétrico

A pré-venda do Kwid E-Tech mexeu com a lista dos carros elétricos mais baratos do Brasil; confira o ranking atualizado

 

Com a chegada do Renault Kwid E-Tech, ele passou a liderar a lista dos carros elétricos mais baratos no Brasil, superando o chinês JAC E-JS1. Embora ainda sejam minoria nas ruas do país, os carros elétricos estão se popularizando aos poucos, ao menos em quantidade de modelos ofertados em nosso mercado. Os preços, porém, ainda são elevados e não há opções abaixo dos R$ 100 mil. Vale reforçar que o preço do Kwid elétrico foi anunciado como válido até julho, quando acaba a pré-venda, podendo sofrer reajuste após esse período.

Enquanto a tecnologia não ganha volume de produção em massa para baratear o custo, o Brasil vem investindo em infraestrutura e novos pontos de carregamento, especialmente em parceria com grandes empresas do setor. Recentemente a Anfavea anunciou a criação de um grupo para apoiar e estimular o desenvolvimento dessa infraestrutura e o estudo das rotas prioritárias para estações de recarga rápida em rodovias.

“Hoje temos no Brasil cerca de 1 mil pontos de recarga para uma frota estimada em 10 mil veículos elétricos. De acordo com as projeções do estudo ‘O caminho da descarbonização do setor automotivo’, apresentado pela Anfavea em agosto do ano passado, teremos em 2035 algo em torno de 3,2 milhões de veículos elétricos rodando no país, o que demanda a instalação de mais de 150 mil pontos de recarga”, disse o Presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.

Segundo a ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico), a frota total de eletrificados leves no Brasil é de 86.986 veículos, considerando os dados de janeiro de 2012 a março de 2022. Com isso, a previsão é chegar a 100 mil veículos até no final deste semestre. Embora a oferta de híbridos seja maior do que os modelos 100% elétricos, chamados de BEV, em março, eles superaram pela primeira vez a venda de elétricos híbridos plug-in (PHEV). Os BEVs totalizaram 519 unidades emplacadas, contra 507 PHEVs. No acumulado do trimestre, são 1.288 BEVs contra 1.845 PHEVs e 6.711 HEVs (híbridos sem a tecnologia plug-in).

 

LEIA MAIS: Como é calculada a autonomia dos carros elétricos? 

 

Para a entidade, isso pode ser reflexo da maior confiança do consumidor em adquirir um BEV, graças ao aumento da oferta de opções de recarga doméstica e pública. Em março, o modelo totalmente elétrico mais vendido foi o Volvo XC40 Recharge, com 179 unidades, mostrando que esse público ainda é mais direcionado para o mercado premium.

Agora com o cenário mais detalhado, vamos à lista do carros elétricos mais baratos do Brasil:

1) Renault Kwid E-Tech – R$ 142.990 (pré-venda)
Autonomia: 265 km em uso misto ou 298 km em uso urbano (norma SAE J1634)
Potência: 65 cv

Elétrico JAC E-JS1

2) JAC E-JS1 – R$ 164.900
Autonomia: 302 km (norma NEDC)
Potência: 62 cv

3) JAC E-JS1 EXT – R$ 179.900
Autonomia: 302 km (norma NEDC)
Potência: 62 cv

4) Renault Zoe E-Tech Intense – R$ 239.990
Autonomia:385 km (norma WLTP)
Potência: 135 cv

Fiat 500 elétrico 500e Icon Brasil

5) Fiat 500e Icon – R$ 255.990
Autonomia: 320 km
Potência: 118 cv

6) JAC E-JS4 – R$ 264.900
Autonomia: 420 km (norma NEDC)
Potência: 150 cv

Peugeot e-208 GT 2021 elétrico Brasil

7) Peugeot 208 e-GT – R$ 265.990
Autonomia: 340 km (WLTP)
Potência: 136 cv

8) JAC E-J7 – R$ 274.900
Autonomia: 402 km (norma NEDC)
Potência: 193 cv

9) Nissan Leaf – R$ 293.790
Autonomia: 389 km (norma NEDC)
Potência: 149 cv

Dianteira Mini Cooper S E elétrico 2022

10) Mini Cooper S E – R$ 249.990
Autonomia: 234 km (ciclo WLTP)
Potência: 184 cv

 

Fotos: Divulgação

Share This
PG jogos Mapa do site