PG jogos

Modelo foi lançado em 2012 com motorização 1,0 e 1,4 nas versões LS, LT e LTZ

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

Lançado no Brasil em 2012, o Chevrolet Onix foi um sucesso de vendas, ficando entre os oito mais vendido do país já em 2013. Sua ampla gama de versões, LS, LT e LTZ, com motor 1,0 e 1,4, contribuíram para o seu êxito no mercado. Seu conforto, economia de combustível e baixo custo de manutenção foram seus principais trunfos para concorrer com Volkswagen Gol,Fiat Palio,Hyundai HB20eFord Fiesta, modelos que também faziam sucesso na época.

Disponível apenas com câmbio manual em seu lançamento, no ano de 2013 o hatchback ganhou a opção de câmbio automático de seis marchas nas versões LT e LTZ, sempre com motor 1,4, o que aumentou sua competitividade.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

No ano de 2016, o Chevrolet Onix, que já era o carro mais vendido no Brasil pelo segundo ano consecutivo, passou por uma reestilização e recebeu uma nova grade e detalhes visuais, adição de equipamentos e mudanças mecânicas como novos componentes para o motor 1,4 e câmbio de seis marchas para as versões manuais.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

Em 2019, teve uma nova reestilização e trouxe novos detalhes externos e equipamentos. No mesmo ano, a Chevrolet apresentou a nova geração do Onix, mas manteve em linha a atual, renomeada como Joy e em duas configurações equipadas com propulsor 1.0 e câmbio manual, permanecendo no mercado até 2021.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

 

Motor
Os motores que equipam a primeira geração do Onix são os consolidados Família I, projeto feito pela Opel nos anos 80, contando com diversos aprimoramentos no decorrer do tempo. O hatchback contava com propulsor 1,0 litro, que rende 80 cv e 9,8 kgfm com etanol. Também tinha uma opção 1,4 litro, que entrega 106 e 13,9 kgfm também abastecido com etanol.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

 

Esse conjunto mecânico é conhecido por ser um projeto simples e robusto, que tem sincronismo feito por correia dentada, comando único no cabeçote e duas válvulas por cilindro, contando ainda com tuchos hidráulicos.

Guia de compra – Onix 1a geração


Recalls
Apesar de ser um modelo com mecânica robusta e, também, com um bom nível de construção, o Chevrolet Onix teve alguns recalls, que podem ser verificados pelo número do chassi.

Filtro de combustível: pode ocorrer o vazamento de combustível próximo ao tanque devido a uma não conformidade na fabricação, o que pode levar a um incêndio ou desligamento repentino do motor. Ano-modelo afetados: 2014 e 2015.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação


Encosto do banco dianteiro:
defeito de soldagem entre reclinador e estrutura pode ocasionar o movimento do encosto do banco, causando possíveis danos materiais devido ao aumento de chance de colisão. Ano-modelo afetado: 2013.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação


Porca de fixação da bomba de combustível:
em caso de capotamento, a falha de vedação do componente pode acarretar o vazamento de combustível, o que pode gerar um princípio de incêndio. Ano-modelo afetados: 2013 e 2014.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

Pedal de freio: não conformidade no processo de soldagem do suporte do pedal do freio pode causar a inoperância do sistema, causando danos materiais e físicos. Ano-modelo afetado: 2013.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação


Caixas de fusíveis sem a aplicação de isolante adicional:
a falta desse isolante pode acarretar o acúmulo de água na caixa de fusíveis, podendo ocorrer o acionamento contínuo do motor de partida, vindo a ocasionar incêndio devido o sobreaquecimento da peça. Ano-modelo afetado: 2017, 2018 e 2019.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação


Problemas recorrentes
Além dos recalls, o hatchback da Chevrolet também tem alguns problemas relatados por uma parcela dos proprietários, dos quais:

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

Desligamento involuntário do motor: pode ocorrer com o carro em movimento por causa das válvulas do propulsor devido má construção no processo de fabricação, tanto para o motor 1,0 quanto 1,4. A solução é fazer a troca delas, com valor de, aproximadamente, R$ 150 para admissão ou escape.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação


Baixa eficiência no sistema de ar-condicionado:
devido a uma falha no dimensionamento do compressor é relatado pelos proprietários que a temperatura não é resfriada adequadamente no veículo, uma solução é fazer a troca do componente, que pode custar entre R$ 900 e R$ 1.200.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação


Barulhos diversos:
fonte de reclamação de um número considerável de proprietários, os barulhos internos e externos costumam incomodar os donos, com a sua solução dependendo da fonte do ruído, desde a troca de palhetas dos limpadores até o reparo nas chapas de teto na traseira do veículo.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação


Pontos positivos e negativos
O Chevrolet Onix apresenta um conjunto muito balanceado a seu favor, com um desempenho adequado mesmo nas versões 1,0, aliado a economia de combustível graças ao câmbio manual de seis velocidades, que ganhou em sua primeira reestilização. Com uma suspensão confortável, o hatchback da Chevrolet se torna agradável para condução urbana. Além disso, a sua mecânica robusta e com manutenção facilitada reduz os gastos do proprietário, o que diminui seu custo de propriedade.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

Embora seja um carro com muitos pontos positivos, o modelo ainda apresenta algumas fraquezas como acabamento ruidoso, o desempenho do motor 1,0 em situações de retomada de velocidade e a falta de itens de série como ar-condicionado nas versões LS penalizam a primeira geração.

Guia de compra – Onix 1a geração

Foto: Chevrolet/Divulgação

Mesmo assim, o Chevrolet Onix é um ótimo custo-benefício, principalmente na versão LTZ, o que contribuiu para que ele fosse o veículo mais vendido do país em sua época e, também, hoje em dia, uma vez que a atual geração figura entre os três carros mais emplacados do país. Na época, o hatchback concorria como Volkswagen Gol, que saiu de linha em 2022, Hyundai HB20, que também passou por mudanças visuais e mecânicas nos últimos anos, o Ford Fiesta, que deixou de ser vendido em 2019, e o Fiat Palio, fora de linha desde 2018. Portanto, a primeira geração do hatchback é uma escolha muito racional, que irá atender as demandas dos donos, mesmo com alguns pequenos problemas.

Share This
PG jogos Mapa do site